Quem baixa impostos é fora da lei

No primeiro dia de junho o STF condenou a prática de “guerra fiscal”. Segundo reportagem, o supremo julgou inconstitucional leis de diversos estados.

O resultado disso? Diversos estados continuam sem produzir, sempre “roubando” a produção alheia. O STF acaba de afirmar que os estados não podem pensar em crescimento econômico, pois estão ferindo a constituição e sua forma de tributação.

Alterando totalmente a questão, numa sociedade mais livre a guerra fiscal seria incentivada. Cada região seria autônoma e decidiria como deveria ser seu crescimento econômico. Sem algo federal para coagir estados e municípios, haveria maior geração de riqueza e aumento da qualidade de vida dos indivíduos, com mais empregos e produtos, e serviços mais baratos.

Enquanto nada muda, os assessores jurídicos e econômicos dos estados vão gastar enormes fortunas para elaborar novas leis para burlar a decisão do STF. E a burocracia continua no país onde fora da lei é quem evita o assalto dos impostos.

Anúncios