Propostas Municipais

Apresentação

O Partido Social Liberal – PSL foi fundado em 1994 e conseguiu seu registro para participar de eleições em 1998. Isto significa que o PSL possui 18 anos de participação na política. O PSL não foi fundado recentemente, muito menos surgiu na onda de novos partidos políticos.

O PSL está em transformação. Isto significa que desde 2015 a diretoria nacional quer dar uma nova cara ao partido, tornando-o um partido mais ideológico. Esta mudança ideológica busca um retorno às bases sobre as quais o partido foi fundado, o social-liberalismo.

Ser social-liberal é ter compromisso com a liberdade, sobretudo com a liberdade de quem mais precisa. É acreditar que devemos empoderar o brasileiro e mudar o centro do poder, tirando as decisões de Brasília e levando para dentro da nossa casa. É ter como prioridade cortar as mordomias e privilégios de políticos e apadrinhados, e lutar diariamente pelo respeito aos direitos fundamentais de quem está distante do poder.

Esta renovação tem sido encabeçada pelo LIVRES, uma ala nova dentro do partido que está brigando para que o partido dê uma guinada ao liberalismo social. Significa abraçar as causas da liberdade econômica e social. Tudo para que os menos favorecidos da sociedade vivam num ambiente no qual possam se desenvolver, crescer e viver com dignidade e respeito, com uma economia estável e uma sociedade pacífica.

Fazer política num país como o Brasil é difícil. Ainda mais quando um partido quer ser um partido ideológico (algo que não funciona no Brasil se o desejo é se eleger). Fazer política e defender a liberdade na realidade política é mostrar para o eleitor os benefícios da liberdade para suas vidas.

A nossa candidatura é uma oportunidade para mostrar para a cidade de São Paulo que é possível fazer política sem se valer dos rótulos antigos e sem entrar na briga direita-esquerda.

 

Repensar São Paulo

O Filipe Celeti é o candidato do LIVRES para a cidade de São Paulo. Filósofo de formação e professor por vocação, Filipe Celeti tem pesquisado o tema da política ao longo de sua carreira acadêmica.

Na faculdade, concluiu o curso de Filosofia com um trabalho sobre a possibilidade do diálogo e da construção de consensos políticos, a partir do pensamento de John Rawls. No mestrado em Educação, traçou a construção histórica da educação obrigatória mostrando como as intervenções do Estado na educação não atingem o resultado esperado. Neste mesmo trabalho abordou dois temas que estão em discussão: os vales-educação e o ensino doméstico. Hoje, no doutorado, pesquisa políticas públicas de inclusão.

Um dos ensinamentos que o pensamento político de nosso tempo tem mostrado é que não é possível saber o que todos os cidadãos desejam. Se não podemos ter o conhecimento total, não podemos ser arrogantes e tentar controlar as pessoas. Uma sociedade livre é uma sociedade onde todos podem agir, acertar ou errar. O papel dos políticos deve ser o de preservar as regras do jogo.

Portanto, precisamos repensar a cidade de São Paulo. Devemos e podemos construir uma cidade que não sufoque seus cidadãos e que permita que cada um se realize plenamente ao respeitar a realização plena dos outros cidadãos.

Vamos Repensar São Paulo?

Baixe as Propostas Municipais para a Cidade de São Paulo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s