Fome Zero Mundial

Foi noticiado que a partir de janeiro de 2012, o brasileiro José Graziano da Silva irá presidir a FAO (órgão da ONU de Agricultura e Alimentação). Graziano, para quem não sabe, era o ministro que ajudou a por em prática o programa Fome Zero. Com toda a sapiência em criar um programa populista que tampa o sol com a peneira, não vejo a eleição do brasileiro como algo positivo.

É engraçado, como as pessoas acham que burocratas são capazes de acabar com a fome. Veremos sempre as loucuras de combater os transgênicos e o biocombustível (o malvado da vez que impede que alimentos sejam produzidos).

A única luz no fim do túnel foi ler em reportagem sobre a eleição que um dos combates deve ser a eliminação dos subsídios aos produtores agrícolas. Esta sim é uma bandeira que o LIBER defende. Menos regulamentação estatal na produção e nada de incentivo, pois o incentivo é pago com dinheiro roubado do povo. É contraditório tirar dinheiro do povo pra pagar para alguém produzir alimento e o povo ter de pagar pelo alimento. Não faz sentido! É melhor que cada cidadão tenha mais dinheiro consigo (através da diminuição dos impostos) e que o lucro seja o incentivo dos produtores rurais para alimentar o povo.

O povo se alimenta não pela bondade de quem planta, mas porque quem planta procura seus próprios interesses. É por este motivo que defendemos o indivíduo e a sua busca pela felicidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s